Atividades Diárias

Ah, a carta... Um texto carregado de sentimentos...

  • Data: 19/05/2019

Remetente, Destinatário, Endereço completo... Volte ao passado e lembre: Quantas vezes você não teve dúvidas sobre quem era Remetente e Destinatário na hora de escrever uma carta.

Em tempos tão tecnológicos, pode ser que os jovens de hoje jamais tenham uma “dúvida atroz” como esta. Mas parte deles pelo menos terá a experiência do que é escrever e colocar uma carta nos Correios.

Semana passada, alunos do 4º Ano do Renô foram aos Correios do bairro para uma aula prática que está inserida no conteúdo de Produção de Texto.

E por que investir numa comunicação tão tradicional quando estamos vivendo a era dos smartphones e afins? Simples!

Porque o papel da escola é instrumentalizar o aluno para qualquer tipo de comunicação. Pensando nisso, então, o objetivo da atividade foi justamente reavivar um dos canais de comunicação mais usados no passado. Fazê-los conhecer, aprender a importância da carta, bem como colocá-los para escrever e, portanto, torná-los ainda mais íntimo da Língua Portuguesa.

A primeira etapa da atividade foi em sala de aula, quando as turmas aprenderam a estrutura da carta e iniciaram a produção de seus respectivos textos – com a escolha de quem receberia a mensagem.

Feito isso, chegamos à segunda parte – a mais aguardada pelos alunos! A ida aos Correios! Lá, com as cartas em mãos, eles conheceram o processo de postagem e o uso do selo.

E no final, o que ficou de conhecimento? Todos tiveram a chance de associar a carta como algo que vai além de uma rica ferramenta de produção textual. Acima de tudo, a carta é um texto carregado de sentimentos, emoções e sociabilidade.