Atividades Diárias

Conhecendo a fauna, a flora e o Parque da Fonte Grande

  • Data: 17/05/2019

Terça-feira, 14 de maio, Parque Estadual da Fonte Grande. Quem passou por lá viu uma movimentação bastante diferente...Mas eram apenas os alunos do 7º Ano do Renô em sua Aula de Campo, acompanhados pelos "escudeiros", os professores Herika, de Ciências, e Wesley, de História.

Aula de Campo é sempre um barato e tem como proposta unir os conhecimentos teóricos do material didático e da sala de aula com a nossa realidade. Nesse contexto, o que a ida ao Parque da Fonte Grande teve de tão especial para nossos jovens?

A visita proporcionou a eles conhecer uma floresta urbana dentro de um parque estadual, entrar em contato com alguns representantes da fauna e flora do bioma de Mata Atlântica e ainda aprender os principais aspectos sócio-históricos que levaram à sua formação. A aula ainda complementou o material didático de conteúdos trabalhados recentemente na disciplina de Ciências, como o Reino Plantae e Reino Animalia. 

Sobre o Parque

O Parque Estadual da Fonte Grande forma o grande maciço central da Ilha de Vitória. É possível vê-lo de diversas partes da Grande Vitória, bem ao lado da Pedra dos Dois Olhos.

Além da altitude de aproximadamente 300m, outra grande referência é o conjunto de antenas de distribuição de sinal de TV e dados que são avistadas de longe – por isso o local também é conhecido como Morro da Antena de TV. 

Outra informação interessante... O Parque contrasta com a agitação da metrópole e é um convite para quem deseja relaxar apreciando a natureza. Na capital, o parque é a última área contígua de grande porte com vegetação característica de encostas da Mata Atlântica. Ele foi inaugurado em junho de 2001 e está sob os cuidados da Prefeitura de Vitória. 

Ao longo de seus 21,8 mil metros quadrados, podem ser observados répteis, invertebrados, pequenos mamíferos e aves. Em suas encostas, estão localizadas várias fontes e bicas, com destaque para São Benedito, Cazuza e Morcego. O local também possui um Centro de Educação Ambiental (CEA). O relevo é acidentado e inclui vales e pontões. O ponto culminante atinge quase 309 m. Com localização e paisagens privilegiadas, a região tem mirantes naturais, que proporcionam espetaculares e múltiplas visões de Vitória e de seu entorno.